Relacionamento entre veganos: 52% não namorariam pessoas que comem carne

Uma nova pesquisa global da Veggly sobre relacionamento entre veganos revela que 52% deles não namorariam pessoas que comem carne

  • 1 a cada 8 veganos não namoraria nem com vegetarianos
  • O Veggly é usado atualmente em 181 países
  • O crescimento do veganismo e da dieta à base de plantas são responsáveis pelo crescimento em 10x do número de usuários 

Ainda não está no Veggly? Instale agora. Dê aquela ajuda ao seu amigo vegetariano e indique o Veggly!

Veggly, o principal aplicativo de relacionamento entre veganos e vegetarianos no mundo, divulga hoje novos dados de uma pesquisa com 14.000 usuários para revelar as maiores tendências de relacionamento entre veganos em 2021. 

Relacionamento entre veganos

A pesquisa mostra que mais da metade dos veganos (52%) não consideraria ter um relacionamento com alguém que come carne. Além disso, pouco mais de 12% dos veganos, cerca de 1 a cada 8, não consideraria namorar nem com vegetarianos, por conta de ainda serem consumidores de produtos de origem animal. 

Vegetarianos também são relutantes quando se trata de pessoas que comem carne. 4 em cada 10 (39%) não considerariam como opção ter um parceiro carnívoro.

Crescimento do Veggly

As novas descobertas ajudam a explicar o rápido crescimento recente do Veggly. A nossa plataforma agora tem mais de 340.000 usuários ao redor do mundo. Desde julho de 2019, o aplicativo cresceu em número de usuários por um fator de 15, partindo de 25.000 usuários.  

No total, os Estados Unidos apresentam o maior número de usuários do Veggly em um único país, com 56.552. O Brasil fica em segundo lugar, com 49.215 usuários e o Reino Unido em terceiro, com 44.420 usuários. A Alemanha fica em quarto lugar, com 43.890 usuários. 

Disponível em todo o mundo (utilizado em 181 países), o Veggly está pronta para continuar o seu rápido crescimento graças aos times de veganos que trabalharam juntos para traduzir o aplicativo para 8 línguas: Inglês, Espanhol, Alemão, Português, Francês, Italiano, Dinamarquês e Polonês, com muitos outros idiomas a caminho. 

Relacionamento entre veganos e o crescimento do veganismo

O crescimento do veganismo e dietas à base de plantas ao redor do globo nos últimos dois anos serviu de combustível para a subida da Veggly a uma posição de destaque.

A população vegana cresceu significativamente em quase todos os países. Como exemplo, um estudo recente revelou que o número de americanos seguindo dietas à base de plantas aumentou em quase 10 milhões nos últimos 15 anos – um aumento de 300% e quase 3% da população dos Estados Unidos.

Em comentário sobre as novas conclusões, o Fundador da Veggly, Alex Felipelli, disse: 

“Essas descobertas nos ajudam a entender porquê o Veggly se tornou tão popular. Muitos veganos querem estar com alguém que compartilhe os seus valores e amor pelos animais. Para muitos veganos, o “veganismo” é um modo de vida, então é compreensível que eles não gostariam de ter um parceiro que consuma animais ou produtos de origem animal.

Nós criamos o Veggly justamente por isso!

O Veggly está aqui para ajudar herbívoros a encontrar parceiros mais compatíveis, e estamos 100% dedicados a ajudar essa comunidade a crescer o máximo possível. 

Nós sempre reinvestimos na plataforma e aperfeiçoamos toda semana para melhorar a experiência e acomodar a demanda crescente. 

Nós acreditamos que se a pergunta fosse “Você preferiria namorar um vegano?”, o resultado seria próximo de 100%. Mas, ainda assim, 52% é um número bem alto para veganos que não namorariam de forma alguma alguém que come carne!”

Mas e você? Namoraria alguém que come carne? Já namorou? Deixe os seus comentários abaixo para a gente saber o que vocês acham disso. 

Veggly é o único aplicativo de relacionamentos vegano/vegetariano disponível para Android, iOS e desktop/web.

Não perca nada sobre a Veggly

Não se esqueça de se inscrever no nosso blog.

E fique em dia com todos os nossos anúncios, mais notícias, posts de blog e parcerias futuras. Por favor, nos siga nas nossas redes sociais: 

Instagram

Facebook

Twitter

LinkedIn

Deixe uma resposta